top of page

Mulheres na Música Eletrônica

Atualizado: 8 de mar.

As mulheres têm desempenhado um papel fundamental na história da música eletrônica, desde o inicio, contribuindo de maneira significativa para o desenvolvimento de tecnologias e gênero musical. Em homenagem ao dia da mulher vamos destacar algumas mulheres notáveis e suas realizações:


Wendy Carlos:

Musicista e compositora mais conhecida por sua música eletrônica e trilhas sonoras de filmes, nascida em 14 de novembro de 1939.

Com uma certa influência da sua mãe que tocava piano e cantava; um tio que tocava trombone e outro que tocava trompete e bateria. Ela começou a ter aulas de piano aos seis anos, e escreveu sua primeira composição, "A Trio for Clarinet, Accordion, and Piano", aos dez anos de idade.

Wendy Carlos frequentou a St. Raphael Academy, uma escola secundária católica em Pawtucket. Em 1953, aos quatorze anos, Wendy ganhou uma bolsa de estudos construíndo um computador apresentado na Westinghouse Science Fair, uma competição de ciências para estudantes do ensino médio.

Wendy Carlos

Ajudou no desenvolvimento do sintetizador Moog, o primeiro instrumento de teclado comercialmente disponível de Robert Moog.

Wendy conheceu Robert Moog no show da Audio Engineering Society de 1964, e iniciou uma parceria. Ela convenceu Moog a adicionar um teclado sensível ao toque para maior dinâmica musical, entre outras melhorias. Moog contou que Wendy Carlos teve críticas extensas e muito detalhadas mas sempre construtivas sobre seus equipamentos, apresentando-lhe sugestões de melhorias em cada módulo, incluindo os formatos e dimensões das caixas. Moog creditou a Wendy Carlos a origem de muitos recursos de seu sintetizador, que se tornaram parte do modelo de produção final do sintetizador Moog se originaram dos módulos personalizados que ele criou para ela, incluindo o teclado sensível ao toque, um controle de portamento.

Wendy ganhou destaque com Switched-On Bach (1968), um álbum de música de Johann Sebastian Bach tocado em um sintetizador Moog, que ajudou a popularizar seu uso na década de 1970 e lhe rendeu três prêmios Grammy.


Wendy Carlos

Em 1979, Wendy aumentou a conscientização pública sobre as questões de transgênero.


 

Donna Summer:

Donna Adrian Gaines, nasceu em 31 de dezembro de 1948 profissionalmente conhecida como Donna Summer, foi uma cantora e compositora americana. Ela ganhou destaque durante a era disco da década de 1970 e ficou conhecida como a " Rainha do Disco ", sua música ganhou seguidores globais.

Influenciada pela contracultura da década de 1960, Summer tornou-se vocalista de uma banda de rock psicodélico chamada Crow e mudou-se para Nova York. Em 1968, juntou-se a uma adaptação alemã do musical Hair em Munique, onde passou vários anos morando, atuando e cantando. Lá, ela conheceu os produtores musicais Giorgio Moroder e Pete Bellotte, e gravaram juntos sucessos disco influentes, como " Love to Love You Baby " e " I Feel Love ", marcando a descoberta de Summer nos mercados musicais internacionais.


Donna Summer - Hot Stuff:

Donna Summer acumulou um total de 32 singles nas paradas da Billboard Hot 100 dos EUA em sua vida, incluindo 14 singles no top dez e quatro singles em primeiro lugar. Ela conquistou um hit entre os 40 primeiros todos os anos entre 1976 e 1984, e desde seu primeiro hit entre os dez primeiros em 1976 até o final de 1982, ela teve 12 hits entre os dez primeiros (10 foram os cinco primeiros), mais do que qualquer outro, e conquistou seu último hit entre os dez primeiros em 1989 com " This Time I Know It's for Real ". Ela foi a primeira artista a ter três álbuns duplos consecutivos alcançando o topo da parada Billboard 200 dos EUA.

Filha de Andrew e Mary Gaines, era a terceira de sete filhos. Ela foi criada no bairro de Mission Hill, em Boston. Seu pai era açougueiro e sua mãe professora.

A estreia de Summer ocorreu na igreja quando ela tinha dez anos, substituindo um vocalista que não apareceu. Ela frequentou a Jeremiah E. Burke High School de Boston, onde se apresentou em musicais escolares e foi considerada popular. Em 1967, poucas semanas antes da formatura, Summer partiu para Nova York, onde se juntou à banda de blues rock Crow. Depois que uma gravadora desistiu de assinar com o grupo por estar interessada apenas no vocalista da banda, o grupo concordou em se dissolver.


Donna Summer - I Feel Love:


 

Alexia:

Alexia nasceu em 19 de maio de 1967 começou sua carreira aos oito anos de idade, conseguiu sucesso no circuito da Dance music quando foi contratada pela gravadora DWA Records, na qual, começou fazendo backing vocal para o artista Ice MC, tendo como grandes sucessos as músicas "Think About The Way", "Russian Roulette", "Run Fa Cover" e "It's a Rainy Day". A mesma gravadora lançou também astistas como Corona, Double You, entre outros.

Sempre cantando em inglês, seguiu carreira solo, tornando-se um ícone da Dance music. Em 1997, lançou seu primeiro álbum, Fan Club, do qual faz parte o sucesso The Summer is Crazy.



Lançou ainda outros dois álbuns, The Party, em 1998, e Happy, no ano seguinte, e uma compilação de seus sucessos, The Hits, em 2000. No ano de 2002, agora cantando pop em italiano, lança o sucesso Dimme Come no festival de Sanremo. Em 2003, lança Per Dire di No.

Seu maior sucesso, Uh La La La, atingiu o primeiro lugar no Top 100 de 1997 da rádio Jovem Pan, sendo a música mais pedida pelos ouvintes nesse ano. Outros singles de sucesso Me and You (em parceria com o cantor Double You) em 1995, Number One

A música Number One foi lançada como terceiro single de seu álbum de estreia, Fan Club (1997). Co-escrito por Alexia, foi seu terceiro hit consecutivo no top 5 da parada de singles italiana. Tanto na Finlândia como na Espanha, atingiu o pico entre os 5 primeiros. Um conjunto de versões em espanhol foi lançado, embora não fossem especificamente para o mercado espanhol.

Um sample usado no início da música se chama East West - The Ultimate Piano Collection, lançado em 1995.


 

DJ ANNA:

Ana Miranda, também conhecida como ANNA , é um raro exemplo de musicista e produtora completamente confortável em se transformar entre duas carreiras paralelas na música eletrônica, representando seus dois mundos – Techno e Ambient.

Mundialmente reoresentante do Technoa a DJ e produtora brasileira, radicada em Lisboa, mudou-se para Barcelona em 2015 para estar mais próxima do circuito europeu de dance music - uma cena que passou a gostar de seu techno hipnótico e melódico lançado em uma série de selos vitais, de Drumcode a Mais 8 , Mute Records to Afterlife. Seu hit de verão de 2019, 'Forever Ravers' com Miss Kittin no Kompakt, iluminou pistas de dança em todo o mundo e se tornou um hino pandêmico, enquanto suas produções poderosas e estimulantes continuaram a evoluir e enriquecer seu som a cada nova faixa...


ANNA - Tomorrowland

Na adolescência, Anna se dividia entre os treinos de vôlei e os ensaios no porão da avó, em Amparo (SP).

ANNA: “Eu queria até jogar volei profissionalmente, mas aí a música entrou na minha vida e esqueci de tudo”, “Eu praticava oito horas por dia e quando eu não estava praticando, eu estava pensando em música. Usava equipamentos reservas do meu pai, mas ele nunca me ensinou nada.”

A DJ ficou nesse esquema de porão laboratório e boate do pai dos 14 aos 18 anos, quando se mudou para a cidade de São Paulo. “Foi tudo acontecendo”.

Então foi um processo super orgânico e foi longo. Alguém me via tocar e perguntava ‘Quem é essa menina?’ e aí eu tinha mais um lugar para tocar.”

Com esse burburinho em torno do nome, Anna foi chamada para uma agência de DJs. Foi mais um passo para aumentar a agenda de shows com plateias maiores e em lugares mais falados da cena. Essa transição foi em 2005. Antes disso, ela fazia tudo sozinha: cuidava dos equipamentos, dos setlists e da marcação de shows.

“Mas eu nunca cresci muito no Brasil, eu tinha minhas ‘gigs’, mas era coisa pequena, sabe? Não era nada como hoje. Eu só ganhei visibilidade no Brasil quando eu saí e fiz sucesso na Europa, aí eu fui reconhecida.”

Anna está agora há mais de vinte anos em uma carreira célebre e altamente reverenciada, que a elevou das pistas de dança do Six na periferia rural de São Paulo, e onde ela começou a trabalhar atrás dos decks. ANNA foi e continua sendo a superestrela do techno muito procurada, ela continua a se apresentar em alguns dos clubes mais conceituados do mundo.

Anna é DJ desde os 14 anos. “Experimentei todos os estilos no começo. Depois de algum tempo, encontrei minha identidade e era o techno. Fiquei focada em minha carreira 100% do tempo. Eu praticava dez horas por dia e estava sempre pesquisando e planejando”. Foi este impulso um desejo incessante de “fazer música melhor e ser mais criativa” que a levou a sua jornada de auto-realização, abrindo a sua mente e alterando para sempre seu processo criativo e visão de mundo no processo. “Saí do centro totalmente entregue ao espírito e à minha alma. Pensei: ‘O que é que a vida quer passar através de mim?'”


Ela sempre se interessou por espiritualidade e utilizou a meditação como uma ferramenta para se reencontrar por algum tempo...

É a sua compreensão de como os mundos Techno e Ambient podem ficar lado a lado que faz com que pareça tão natural. “Eu sou tudo. Eu sou a quietude, o caos, a luz. Estou combinando esses mundos. Estou trazendo esse lado mais aberto e espiritual para o meu lado techno, para que tudo se torne um só.” Ao fazer isso, ANNA encontrou uma maneira de canalizar sua empatia emocional e seu talento de leitura de multidões em sua produção atual em suas duas carreiras musicais. Uma verdadeira artista.



 


Em comemoração ao mês da Mulher a EMUSICDJS presenteará com Fone de ouvido + Tablet EAS, para todas as mulheres que entrarem nos cursos de DJ ou Produção Musical

Entre nos cursos de DJ ou Produção Musical EMD e ganhe Tablet e Fone de ouvido EAS
Promoção EMUSICDJS

Promoção válida até 31 de Março de 2024 para opção de curso Individual Pro. Garanta sua vaga: Whatapp EMD: (11) 97326-0813


PARABÉNS A TODAS A MULHERES!!!





66 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Kommentare


bottom of page